ABEOC Rio Grande do Norte

Turismo de negócios cresce e minimiza perdas

[Por Diário de Natal, 22/02/2012]

Ofim do Carnaval marca o início da baixa estação, e como todos os anos traz inevitáveis perdas no grande filão do setor turístico potiguar, o turismo de lazer. Ao mesmo tempo, o início desse período abre a temporada de eventos, ainda pequeno no Rio Grande do Norte, mas visto como promissor na captação de turistas em uma época de tradicional desaquecimento. Para 2012, o Natal Convention Bureau, fundação criada para desenvolver o turismo de negócios na capital potiguar, espera crecer 50% a mais no número de captações, o que significaria a realização de 60 eventos no ano, fora a parte as empresas que trabalham no ramo.

Embora se tenha uma boa expectativa, a vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Empresas de Eventos do estado (Abeoc/RN) Sylvia Serejo, 2012 chega “menos confortável” do que os dois últimos anos. “É um sentimento geral dos organizadores e cadeia produtiva ligada diretamente ao setor, como montadores e empresas de audiovisual”, afirma. O clima é reflexo principalmente da maior cautela tomada por grandes patrocinadores, que têm segurado investimentos em maio à insegurança econômica trazida pela crise internacional. “Apesar do ano ainda não ter se revelado, esperamos melhora. Existe uma superstição no setor de que anos de números pares são mais gordos”, explica Sylvia Serejo.

A vice-presidente da Anorc sente um ambiente de crescimento, explicado no despertar de entidades representativas para a importância de investir em eventos em suas áreas de atuação. Entidades jurídicas, empresariais e médicas se destacam. “Estão enxergando uma ferramenta profissional de apoio à captação de eventos”, constata Serejo. Para 2012, estão previstos eventos importantes para o Centro de Convenções, como a 53ª Convenção Nacional Lojista, o 15º Congresso Brasileiro de Tireóide, ou o XXX Congresso Brasileiro de Psiquiatria. Este último tem a participação estimada de sete mil pessoas.

O Natal Convention Bureau revela que até 2013 a pauta já tem eventos previstos e negocia outros para 2014 e 2015, ano em que a fundação esperar ter dobrado a participação no turismo como um todo. Hoje o mercado de eventos se restringe a 10% de participação. O presidente do Convention Bureau, George Costa, se baseia em fatores como a Copa do Mundo e o crescimento da rede hoteleira para chegar às metas. “Ainda somos muito pequenos para o turismo de Natal, mas muita coisa pode acontecer em benefício da imagem da cidade”, aposta.

Tags: , , , , ,

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário em nosso site

Nota: Os comentários postados ficam aguardando moderação. Não é necessário reenviar seu comentário.