PARCEIRO ESTRATÉGICO
Barcelo Hotels & Resorts

Clipping do Setor

MTur promove capacitação em SC para combate à exploração sexual

PUBLICIDADE
CONGRESSO COCAL 2015

[Por Mercado e Eventos, 03/08/2012]

​O Ministério do Turismo promove encontro em Santa Catarina para debater a questão do combate à exploração sexual de crianças e adolescentes na cadeia turística. O coordenador-geral de Turismo Sustentável e Infância (TSI) do MTur, Adelino Neto, representará a pasta no Curso de Formação de Multiplicadores, no Hotel Morro dos Conventos.

As aulas são voltadas para agentes públicos federais, estaduais e municipais, empresários, profissionais do turismo e segmentos da sociedade civil. Elas estão sendo organizadas em dez municípios do estado. Desta vez, Araranguá, polo localizado na Região Turística dos Cânyons, recebe o evento. Está prevista a participação do trade turístico e de profissionais do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente. Entre eles, Ministério Público, assistentes sociais e conselheiros tutelares e municipais dos direitos das crianças e adolescentes também estarão presentes.

O programa de Turismo Sustentável e Infância (TSI) do Ministério do Turismo é estruturado em quatro eixos principais: projetos de inclusão social com capacitação profissional; formação de multiplicadores; seminários de sensibilização e campanhas. Ações de proteção ao meio ambiente e redução à pobreza e desigualdades regionais também são organizadas pelo programa.

“O MTur trabalha para erradicar o problema da exploração sexual no Brasil. Durante a apresentação, vamos ressaltar a necessidade de difundir o assunto nos municípios do estado de Santa Catarina. Para que tenhamos sucesso no turismo nacional, precisamos ser incansáveis em nossas ações”, disse Adelino Neto.

Ele lembra que, ainda que Santa Catarina não seja uma das sedes da Copa 2014, a expectativa é que o fluxo de turistas seja grande durante a competição devido à localização privilegiada do estado. O objetivo é que os multiplicadores formados após o curso possam atuar na prevenção e denúncia de situações concretas dentro da cadeia turística.

Tags: , , , , ,

Notícias Relacionadas

Comente no Facebook

comentários

1 Comentário

  1. A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, em parceria com o Ministério do Turismo, por meio do Programa Turismo Sustentável e Infância, PROMOVEU, nas dez regiões turísticas de Santa Catarina, o Curso de Formação de Multiplicadores. Foram dois meses de trabalho para capacitar mais de 300 pessoas entre profissionais da hotelaria, gerentes regionais e municipais de turismo, docentes de instituições de ensino superior e demais membros do trade turístico, além de conselheiros tutelares, conselheiros municipais de direitos da crianças e adolescentes.

    Divulgação SOL

    O curso teve como objetivo formar multiplicadores do setor de turismo e os profissionais do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente, para que contribuam na prevenção à exploração sexual infanto-juvenil no segmento (nas atividades). Com 16 horas de duração, foram ministradas palestras que abordaram temas como os desafios e os avanços do setor turístico, responsabilidade social e a sustentabilidade neste setor, pressupostos básicos para prevenção da exploração sexual no turismo, enfatizando o Código de Conduta. É importante que todos os profissionais desta área turísticas saibam como agir perante uma situação concreta de exploração sexual de criança e adolescente.
    “Cada região elaborou o seu Plano de Ação Regional, já que cada uma possui uma realidade e em Araranguá tivemos a participação inclusive de adolescentes protagonizando seus direitos com a participação na elaboração do documento”, explicou a servidora da Gerência de Políticas de Turismo da SOL, Daniela Nunes de Castro, responsável pelo Programa.
    Membros do setor hoteleiro e do trade das dez regiões turísticas do Estado também assinaram um termo de compromisso para prevenir e combater a exploração sexual de crianças e adolescentes.
    As ações do Programa foram realizadas por agentes públicos federais, estaduais e municipais, empresários, profissionais do turismo e segmentos da sociedade civil.
    O programa também visa promover, por meio da atividade turística, a proteção ao meio ambiente, a redução da pobreza e das desigualdades regionais, mediante a criação de empregos e geração de renda.

Deixe um comentário em nosso site

Nota: Os comentários postados ficam aguardando moderação. Não é necessário reenviar seu comentário.