Clipping do Setor

Alagoas vai sediar I Conferência Nacional da Mulher Advogada

[Por AquiAcontece, 20/05/2015]

Alagoas vai sediar a I Conferência Nacional da Mulher Advogada, que ocorre entre os dias 21 e 22 de maio, no Hotel Ritz Lagoa da Anta, em Maceió. Realizado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nacional e pelo Conselho Federal da OAB, em parceria com a Comissão Nacional da Mulher, o evento tem o objetivo conhecer as principais demandas da classe frente aos desafios da advocacia contemporânea.

Na programação, as mesas estão divididas entre os temas “Aspectos relevantes sobre as inovações no processo”; “Mecanismos de soluções de conflitos”; “Avanços e retrocessos nas questões de gênero”; “Processos eleitorais e democracia” e “Desafios para efetivação da Justiça na modernidade”. Para mais informações e inscrições, basta acessar: http://eventos.oab.org.br/cnma/index.html.

Para a secretária do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Jeanine Pires, é importante que Alagoas receba iniciativas deste porte, fortalecendo o turismo de eventos e negócios no estado, que beneficia diretamente todos os atores envolvidos na cadeia produtiva.

“A captação de eventos é peça-chave no processo de manutenção de um fluxo positivo de turistas em Alagoas, em especial na baixa temporada. Nessas oportunidades, estabelecemos um equilíbrio com o turismo de lazer, que já é consolidado no estado, para nos colocarmos na rota como um local adequado para receber grandes eventos nacionais”, destaca a secretária.

Artesanato

Na ocasião, o público terá ainda a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre Alagoas, através da exposição do artesanato local. Por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), os artesãos estarão comercializando produtos como o filé, acessórios em crochê, patchwork e peças feitas a partir da fibra de ouricuri, tradição do artesanato alagoano.

Tags: , , ,

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário em nosso site

Nota: Os comentários postados ficam aguardando moderação. Não é necessário reenviar seu comentário.