Clipping do Setor

Por que viajantes corporativos optam por aplicativos de hotéis?

[Por Panrotas, 16/09/2016]

A tecnologia continua avançando e a indústria hoteleira continua inovando, com os apps de hotéis se tornando cada vez mais usados entre os viajantes corporativos. De acordo com uma recente pesquisa feita pela GBTA em parceria com a Best Western com 800 turistas a negócios, 61% dos viajantes a trabalho baixaram ao menos um aplicativo de alguma grande rede de hotel em 2015.

E vai além: mais da metade dos que baixaram os apps tem ao menos dois deles, ao passo que um quarto deles chega a ter três aplicativos.

Segundo a responsável pela pesquisa, Research Monica Sanchez, a popularidade do recurso entre aqueles que viajam a trabalho é uma chance da indústria de melhorar os negócios.

“Os hotéis têm espaço para expandir os recursos de seus aplicativos e disseminar mais as informações sobre esses recursos. Futuramente, os hotéis podem investir em novas tecnologias, mas também deveria focar na melhora das amenidades que já têm, como wi-fi, o que é o que importa para um viajante corporativo.”

A sondagem sugere que os viajantes corporativos usam os apps de hotéis acima de tudo para conferir status de reservas, gerenciar suas contas de fidelidade e agendar a estada. Uma vez que a maioria – ou todos apps – tem tais recursos, os hotéis podem tirar vantagem.

O QUE OS VIAJANTES QUEREM NOS HOTÉIS

Apesar dessas possibilidades levarem o viajante a baixar os aplicativos de hotéis, há expectativas maiores em relação às inovações dos hospitaleiros, como entradas USB – que ocupa o topo da lista da pesquisa com 35% dos entrevistados esperando mais lugares para conectar seus dispositivos – e serviços via streaming, como Netflix.

Enquanto nem todas as marcas têm introduzido a tecnologia de entrada nos quartos sem cartões, programas de fidelidade como da rede Hilton já permitem que hóspedes abram a porta da suíte pelo telefone.

Segundo a pesquisa, os viajantes mostram interesse também em quiosques de check-in/check-out e recurso no celular para a mesma finalidade – ambas possibilidades de adianto no processo de reserva aos viajantes mais ocupados.

Ainda de acordo com o estudo da GBTA, há muitas regalias que podem ser dadas a viajantes corporativos para que baixem o app do hotel, mas talvez nenhuma seja mais atraente que o wi-fi grátis. Dos entrevistados, a maioria disse que fica mais propensa a fazer uma reserva em troca de acesso livre à internet.

 

Tags: , ,

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário em nosso site

Nota: Os comentários postados ficam aguardando moderação. Não é necessário reenviar seu comentário.