Clipping do Setor

Olímpiada: Rio de Janeiro teve impacto na hotelaria maior do que destinos sede antecessores

[Por Hôtelier News, 10/10/2016]

De acordo com dados divulgados pela STR Global, o impacto causado na indústria hoteleira pelos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro foi maior do que o ocorrido com os destinos sede anteriores – Londres, em 2012, e Pequim, em 2008. Os dados foram divulgados pela STR Global.

Durante o mês de agosto, os hotéis do Rio de Janeiro registraram um aumento de 199,2% na diária média e 26,6% na ocupação, resultando em um aumento de 278,6% na receita por quarto disponível (RevPar). Pequim experimentou um aumento de 184,2% no RevPar, com aumento da diária média de 250,1%. A ocupação no entanto, diminuiu 18,8%. Em Londres, o cenário foi de aumento de 44,4% do RevPar, com ocupação plena durante todo o período de realização dos jogos.

Antes da realização dos Jogos Olímpicos, a indústria hoteleira do Rio de Janeiro lutou para manter os níveis de ocupação, afetados por um crescimento considerável de oferta, medo do estrangeiro em relação ao Zika Vírus e incertezas políticas em curso. O nível de ocupação de 47% mantido durante o segundo trimestre do ano foi o mais baixo para o mercado desde o ano de 2002.

“O verdadeiro desafio para o Rio de Janeiro reside no que vem pela frente, agora que há 23% mais quartos do que o ano anterior. Este é um mercado muito diferente e menos estável do que Londres e Pequim. Ao mesmo tempo em que o desempenho do Rio durante a Olímpiada foi maior, também serão maiores os desafios pós-jogos olímpicos. Neste sentido, Londres teve aumento de 6% na demanda, provavelmente devido à atenção que a cidade recebeu durante os Jogos Olímpicos. O Rio de Janeiro precisa disso e de muito mais para compensar o aumento da oferta”, explica Patricia Boo, diretora de área da STR para América do Sul e América Central.

 

Tags: , ,

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário em nosso site

Nota: Os comentários postados ficam aguardando moderação. Não é necessário reenviar seu comentário.